Guadalupe Maravilla é o ganhador do Prêmio de Arte Lise Wilhelmsen de 2021

2021 Guadalupe Maravilla Photo by Steve Benisty 5

Guadalupe Maravilla.

Photo by Steve Benisty. Courtesy of Guadalupe Maravilla and P·P·O·W, New York.

Guadalupe Maravilla é o ganhador do Prêmio de Arte Lise Wilhelmsen de 2021

HØVIKODDEN, 5 de outubro de 2021 – O Henie Onstad Kunstsenter tem o orgulho de anunciar Guadalupe Maravilla como o ganhador do Prêmio de Arte Lise Wilhelmsen de 2021.

PLEASE FIND THE TEXT IN SPANISH HERE

PLEASE FIND THE TEXT IN ENGLISH HERE


“Estou realmente honrado em receber o Prêmio de Arte Lise Wilhelmsen. O prêmio vai me permitir desenvolver ainda mais minha prática como artista e me dar tempo para continuar a criar meu próprio caminho”, disse Guadalupe Maravilla ao receber o prêmio.

Guadalupe Maravilla (nascido em 1976, El Salvador), é um artista plástico que trabalha e reside no Brooklyn, Nova York. Em 1984, aos oito anos de idade, Maravilla imigrou para os Estados Unidos como uma criança sem documentos e desacompanhada, fugindo da guerra civil em El Salvador. Quando adulto, ele foi diagnosticado com câncer, Maravilla foi tratado com radiação e quimioterapia junto com suas próprias práticas de cura e ficou livre do câncer. Ambos os eventos impactaram a prática artística de Maravilla e estão presentes em suas obras.

“Guadalupe Maravilla é um artista extraordinário que combina engajamento político com uma linguagem espiritual poderosa. Seu trabalho ressalta vários dos desafios que nossa sociedade enfrenta hoje"
— Tone Hansen, Diretora do Henie Onstad Kunstsenter.

O Prêmio de Arte Lise Wilhelmsen oferece 100.000 dólares em prêmios em dinheiro para um artista ilustre cujo trabalho irá inspirar e motivar as gerações futuras para a participação ativa e responsabilidade social.

Apresentado a cada dois anos, o Lise Wilhelmsen pretende estabelecer um marco significativo na carreira de um artista e representa um compromisso financeiro que coloca o prêmio de arte entre os mais significativos internacionalmente.  Além do prêmio, existe um orçamento de aquisição para a inclusão da obra do artista na Coleção Henie Onstad, e o ganhador fará uma exposição dedicada.

"É uma honra especial trazer o trabalho de Guadalupe Maravilla para a Noruega e apresentar um artista que expresse sua visão social com tanta paixão e compromisso,” disse Paulina Rider Wilhelmsen, membro do Conselho Internacional da Tate e uma das fundadoras do Prêmio de Arte Lise Wilhelmsen.

Quando Guadalupe Maravilla imigrou sozinho para os Estados Unidos vindo de El Salvador, ele fez parte da primeira leva de crianças desacompanhadas e sem documentos que vieram da América Central para os Estados Unidos. Maravilla tornou-se cidadão americano aos 27 anos. Em 2016, para homenagear seu pai não documentado, que usa Maravilla como seu sobrenome, Maravilla mudou seu nome de nascimento de Irvin Morazan para Guadalupe Maravilla. 

Maravilla cria performances, vídeos, esculturas e desenhos que incorporam sua ancestralidade pré-colonial da América Central, mitologia pessoal e autobiografia. Por meio de sua prática em estúdio multidisciplinar, Maravilla traça a história de seu deslocamento, interrogando os paralelos entre as culturas pré-colombianas e a política de fronteira global.  

Pela primeira vez na Europa, uma seleção de trabalhos do artista será apresentada em uma exposição individual no Henie Onstad Kunstsenter na Noruega como parte do Programa do Prêmio de Arte Lise Wilhelmsen. A exposição será aberta em 14 de janeiro de 2022 e irá até 30 de abril de 2022.

  • 2019 Disease Thrower 7 180 x 96 x 63 inches side view
    ↑ Gaudalupe Maravilla, Disease Thrower #7, 2019.

    Henie Onstad Collection. Courtesy of Guadalupe Maravilla and P·P·O·W, New York.

  • 2019 Disease Thrower 6 180 x 96 x 63 inches
    ↑ Gaudalupe Maravilla, Disease Thrower #6, 2019

    Courtesy of Guadalupe Maravilla and P·P·O·W, New York.

A respeito de sua eleição, o júri declarou:

“A prática interdisciplinar de Guadalupe Maravilla refere-se constantemente às suas experiências de exílio e doença, migração e cura, identidade e deslocamento. No entanto, o trabalho de Maravilla também é muito mais do que sua vida. Com base em narrativas pessoais, mas se aventurando muito longe nas mitologias pré-colombianas, memória coletiva, história geopolítica e cultura material, a artista constrói obras de arte que atuam. Suas esculturas e construções elaboradas também são ferramentas performativas; ele colabora com outros para criar desenhos de parede interativos; ele coreografou um coro de gangue de motociclistas e cruzou o Rio Grande usando uma de suas obras como instrumento de flutuação.

Quando Nova York se tornou um dos epicentros da pandemia do vírus corona, Maravilla organizou um trabalho de ajuda mútua em toda a cidade apoiando comunidades de sem documentos e imigrantes com alimentos e dinheiro.”

  • 2021 I want to thank the cucumbers Retablo 46 x 22 5 x 6 inches
    ↑ Gaudalupe Maravilla, I want to thank the cucumbers Retablo, 2021.

    Courtesy of Guadalupe Maravilla and P·P·O·W, New York.

  • 2021 EXVOTO Kambo 31 x 31 x 3 5 inches
    ↑ Gaudalupe Maravilla, EXVOTO Kambo Retablo, 2021.

    Courtesy of Guadalupe Maravilla and P·P·O·W, New York.

Guadalupe Maravilla é o segundo vencedor do Prêmio de Arte Lise Wilhelmsen, que foi inaugurado em Londres, Reino Unido, em 2019, com Otobong Nkanga como a primeira vencedora. Seu trabalho foi apresentado em uma exposição individual no Henie Onstad Kunstsenter na Noruega em 2020–2021.

Informações para contato:

Henie Onstad Kunstsenter: Martine Hoff Jensen, mhj@hok.no, +47 99520640
Pickles PR: Alfonso Cabello, alfonso@picklespr.com, +34 687394056  

Skjermbilde 2021 10 05 kl 04 02 20

Directors
Guadalupe Maravilla
Alexandra Lenore Ashworth

Producer
Alexandra Lenore Ashworth
Martine Hoff Jensen / Henie Onstad Kunstsenter
The Lise Wilhelmsen Art Award

Cinematography
Evan Daniels
Mark DiConzo & KMDECO Creative Solutions

Edit, Color & Sound Design
Johana Hernandez

Additional Photography
Guadalupe Maravilla

Special Thanks
ICA/Miami
ICA/VCU
P.P.O.W Gallery
Socrates Sculpture Park
Michael Jay
Daniel Marcellus Givens
Rigoberto Lara Guzmán
MX Oops
Takashi Vishnu
Naoko Wowsugi
Sam Xŭ
Michelle Yun
Hillary
E. Campos
Agua Dulce
Anonymous players of Tripa Chuca
Friends & loved ones of the artist

Artwork Courtesy
Guadalupe Maravilla and P·P·O·W, New York